Páginas

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Ainda sobre o caso Sean...

A boa notícia estou indo para o Brasil de Férias. Isso é maravilhoso, depois de quase dois anos sem pôr os pés por lá. Na realidade não faria questão de ir, se não fosse pela minha famíla e comidas típicas às quais fui acostumada desde criança. O Brasil está um desgosto só, alguns colegas que moram no exterior dizem: "O último que sair apague a luz". Ainda estou muito triste com situação do pai, é como se eu sentisse a dor dele, o desgosto, sofrimento, o homem era modelo e em 5 anos envelheceu muitooo, de tanta tristeza.
A parte da Justiça que não está comprada pela família está tentando de todo jeito fazer Justiça, mas a parte comprada não está deixando, é um jogo de poder e influência, que David só terá o filho se Deus fizer o impossível. Deus pode fazer o impossível mas se ele o buscar e não sei se ele é uma pessoa que busca à Deus, sei que ele ora, ele já disse isso, que ora todos os dias para que o filho dele volte, mas nunca sabemos quando Deus irá responder as nossas orações. Ainda estamos lutando por isso, e estamos revoltadíssimos mesmo.
A família mente na maior cara-de-pau, dizem que o David pode ver o filho, que ele apenas precisa pedir ao Juíz, MENTIROSOS. Depois de muita luta um Juíz do Rio de Janeiro deu a guarda para David por seis dias na semana até o fim do julgamento, sabe o que a família fez, entrou com outra liminar impedindo dele ver o filho. Agora o menino vai permanecer com o padrasto, vê se pode isso, COM O PADRASTO, até o fim do julgamento e isso irá pode levar anos. Porque quando o Juíz dá uma sentença, eles entram com recurso para anular e assim sucessivamente e aquela morosidade na Justiça. Eu já chorei muito por causa desse pai, eu espero que essa história tenha fim. Existe muita coisa por trás disso, até a Glória Perez, autora fútil e interesseira, está a favor dessa família e vai abordar o caso na novela. Já pensou uma coisa dessas? Aonde já se viu depois do menino ter um pai vivo, vão dar a guarda para o padrasto? Padrasto esse que só tem 2 anos e meio de contato, sendo que o menino só ficava e fica com as babás, já pensaram nisso, só orando à Deus e confiando. Eu tenho certeza que ainda teremos um final feliz.

2 comentários:

Angel disse...

Oi, comadreeeee ... saudades suas. Amiga, que legal que você vai ver sua família e rever a sua terra Natal. A nossa terra, apesar de todos os problemas sempre é a nossa terra, né? Digo isso por experiência própria. Nasci em África, Angola, e este país teve tantos problemas por causa da guerra que durou imenso tempo que muita gente acabou indo embora. Foi assim que a minha família materna acabou indo para o Brasil e vive lá até hoje. Eu, depois de alguns anos na Europa e de ter conhecido países civilizados, organizados, evoluídos, e de muitas vezes me queixar da falta disto ou daquilo por aqui, a verdade é que nenhuma terra é igual a minha, e que não amo nenhuma outra como esta, onde nasci, onde estão as minhas raízes e a história de metade dos meus antepassados, porque a outra metade é europeia rsrs.
Xi, já escrevi foi muito.
Beijo, amiga, te amo.

Angel disse...

Amiga, eu moro na África, vivi aqui a maior parte da minha vida, mas continuo muito ligada ao Brasil onde mora metade da minha família e também a Portugal, onde mora a outra metade hehehe.
Amiga, eu estou mesmo bem, acredite. Estou serena e hoje até agradeço a Deus ter me livrado daquele traste rsrsr porque ele nunca me mereceu.
Bom, linda, e aproveito para te passar mais um endereço para você visitar. Estou uma blogueira lançada ahahah Só me apetece escrever, mas cada assunto tem que ter seu próprio espaço, concorda? Então, nesse que acabei de criar e ainda estou ajeitando é para nós, mulheres «www.angel-coisasdemulher.blogspot.com»
Aparece minha linda, é bem melhor escrever quando alguém lê, né? :)
No entanto, esses 3 novos, o da Paloma, o da minha dieta rsrs e o da mulherada estão todos no mesmo endereço, Só o dos babys é que tá separado hehehe.
Quando é vais ao Brasil? Para que Estado?
Um beijão. Adoro você.